Buscar

Explorando as artes plásticas

Em 40 anos de carreira, Mazé Andrade expôs técnicas e estilos diferentes em mais de 50 eventos. Apesar de ter construído sua vida no Nordeste – entre Paraíba e Pernambuco – as obras da artista plástica Mazé Andrade ultrapassam qualquer fronteira ao trazer influências e releituras de diversos locais do mundo. O repertório da “cientista do Belo” denota estilos variados, mesclando o Clássico ao Primitivismo, cunhando, assim, sua própria miscigenação. Apresentando um vasto curríc

No universo da litografia

Artista participou do Laboratório Oficina Guaianases de Gravura. Mazé Andrade já estudou desenho livre, bico de pena, monotipia, pintura a óleo, xilogravura, gravura em metal e cerâmica. Por volta de 1995, apaixonou-se também pela litogravura, passando a freqüentar o ateliê livre da Universidade Federal de Pernambuco. Foi lá onde conheceu e conviveu com o mestre Hélio Soares, falecido em maio de 2020, aos 74 anos. Seu Hélio trabalhou em gráficas e integrou, ao lado de João Câ