PROJETO MATA ATLÂNTICA

Artista plástica há 43 anos e há mais de 20 morando em Aldeia, região que abriga um dos maiores fragmentos da Mata Atlântica de Pernambuco, Mazé Andrade expõe suas percepções, vivências e encantos pelo bioma brasileiro. Explorando as riquezas naturais de Aldeia, elaborou uma série de pinturas, colagens e impressões para o projeto “Mata Atlântica – Uma captura Artística”, que recebeu o incentivo da Lei Aldir Blanc de Pernambuco.

Foram realizados oito trabalhos entre janeiro e abril de 2022, tendo iniciado os preparativos em dezembro de 2021. Todos na dimensão 29,7 cm x 42 cm, em técnicas variadas como colagem, impressão e pintura com tinta acrílica, nanquim e tinta a óleo. Em todos os seus trabalhos, Mazé mesclou sua visão de mundo, suas memórias afetivas e as belezas encontradas na Mata, um dos maiores patrimônios naturais do nosso País. “Apesar da grande devastação que sofremos, meu intuito foi ressaltar as belezas existentes, despertando, desta forma, o amor e o cuidado com a natureza”, explica Mazé.

CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA LER MAIS.

A mata e o imaginário popular.jpg
Tiê-sangue - símbolo da Mata.jpg
Olhos da Mata.jpg
Capim da Mata 1.jpg
Capim da Mata 2.jpg
Impressões da Mata 1.jpg
Impressões da Mata 2.jpg
Ninho.jpg
Fauna.jpg
 

Visite também nosso canal do Youtube.